quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Dr.Jeferson (PMDB), candidato da oposição em São Mamede, fecha série de entrevistas dos prefeitáveis


Médico anestegilogista e candidato a prefeito pela oposição na cidade de São Mamede, Dr. Jeferson (PMDB), fechou as entrevistas na Espinharas AM e TVPatosonline.com, com os prefeitáveis d’aquela cidade. Líder da coligação “O Futuro começa agora”, e acompanhado do seu candidato a vice-prefeito, Dr. Paulo, o jovem médico deu inicio a sua participação na entrevista falando de sua inclinação politica e vida pessoal.

Refletindo sobre sua vida publica e pessoal, Dr. Jeferson afirmou que apesar de ser jovem tomou uma decisão, pois a vida se faz com escolhas e ele fez a dele, que foi servir a São Mamede.

“Tenho uma divida com minha cidade, não estou na politica por acaso, ser politico está no sangue; herdei do meu pai e meu avô que tem histórias politicas, agora eu tenho como prestação de serviços para São Mamede disponibilizar meu nome, para governar a cidade. Estou me candidatando para a população ter consciência e tirar suas próprias conclusões, quanto às administrações dos últimos 24 anos. Será que a cidade se desenvolveu ou ficou sendo apenas propriedade de um grupo? Por isso quero ser o representante dos munícipes, lutar pelo meu povo, meus conterrâneos”, destacou ele.

Saúde

Para o Dr. Jeferson na área de saúde em São Mamede está abandonada, ele afirmou que tem propriedade no assunto por ter formação em medicina. Ele disse que as pessoas que moram na cidade, não vivem uma São Mamede fantasiosa como passa o seu opositor.

“Acontecem coisas em São Mamede que não se pode admitir, pois os governantes atuais são médicos e a cidade passou muito tempo sem uma escala de médicos, agora no período eleitoral existe uma escala de médicos atendendo ou encaminhando pacientes para o Hospital Regional de Patos, pois o hospital de São Mamede está servindo mais como locadora ou garagem de ambulâncias. Os pacientes que dão entrada no hospital municipal, são transferidos para Patos, mesmo sem uma triagem e isso é inadmissível. Como também foi inadmissível a perca de um posto descentralizado do SAMU, para nossa cidade. Tenho um compromisso com o Deputado Federal Hugo Motta, para levarmos uma base do SAMU, para atender nossa população, isso é um compromisso de campanha”, enfatizou.

Educação

O candidato opositor afirmou que no Brasil a educação avança como um todo e não apenas em São Mamede como apresentou o atual gestor. Ele citou a cidade de Várzea no indicativo IDEB, que obteve uma nota muito melhor do que na cidade de São Mamede.

“Eu acho que o gestor atual deveria respeitar primeiro os professores, pois ele ainda não tirou o PCCR do papel e os profissionais necessitam do respeito, eles são muito importantes nesse processo educacional. Não podemos falar nem viver essas fantasias, vamos dar atenção total a educação municipal. Vou concluir todas as obras inacabadas da cidade, pois isso é uma obrigação do gestor publico, trabalhar pela cidade e pelos mais necessitados”, disse Jeferson.

Agricultura

“A politicagem existe até nesse período de estiagem, com muita gente sofrendo sem abastecimento de água, porque até nisso a politica partidária é praticada na cidade. Os tratores que cortam a terra para os pequenos agricultores, isso é cobrado uma taxa e nós vamos acabar com essa taxa. Há mais de 24 anos que não se constrói um só passagem molhada no município, pois os camponeses que realmente precisam dessas passagens, sabem do que estou me referindo. Também em relação a uma Retroescavadeira que o município receberá, isso é uma emenda do nosso senador Vitalzinho, do Deputado Hugo Motta e do deputado Luís Couto, independentemente do prefeito que estiver a frente do município e não uma aquisição do meu adversário”, afirmou.

Cultura Esporte e Lazer

“Ontem eu ouvi esse programa e o atual prefeito terminou sua participação mais uma vez prometendo a construção do estádio de futebol da cidade. Isso foi promessa de campanha da década de 80 e 90, ele não fez, porque não tem competência para fazer e quem fará será Dr. Jeferson. Vamos realmente tirar o projeto da construção do estádio do papel, porque são Mamede não aguenta mais tanta promessa, nessa e em outras áreas. Apoiar todas as atividades esportivas desenvolvidas na nossa cidade, quero fazer em quatro anos o que eles não fizeram 24, e só depende de São Mamede”, declarou Jeferson.

Nas suas considerações finais, o peemedebista agradeceu e parabenizou a Rádio Espinharas e o site Patosonline.com, conclamou a população a experimentar o novo, a escolher um novo rumo. Assim ele pediu um voto de confiança para mostrar sua potencialidade, juventude e vontade de trabalhar pela cidade.


* Por Eduardo Rabêlo, do PatosOnline.Com

Nenhum comentário: